O Don Juanismo na igreja, crente nominal.

quarta-feira, janeiro 11, 2017

Para os cristãos é tido como crente nominal para o mundo secular é Don Juan

Venho me deparando com cristãos nominais com máscaras de cristãos, homens que carregam o título de “Don Juan”, nas denominações. Aparentemente apresentam-se sendo cristãos, fiéis, demonstram serem muito inteligentes, ágeis no ensino das Escrituras, alguns, tem um bom perfil de um servo de Deus.

O que é a “ Síndrome do Don Juan” no mundo secular? O Don Juan é um personagem literário tido como símbolo da libertinagem, descreve o Don Juanismo como uma personalidade que precisa seduzir o tempo todo, que se enamora das pessoas mais difíceis, mas depois que as conquista, abandona as mesmas por frívolo desinteresse. Os sentimentos da outra pessoa não são levados em consideração. Foucaut enfatiza essa questão ao dizer que o Don Juan arrebenta com as duas regras da civilização ocidental, a lei da aliança e a lei do desejo fiel. Pela psiquiatria clínica, o desprezo para com o sentimento alheio é uma atitude sociopática ou anti-social e fora os traços de homossexualismo que inconscientemente, ao levar uma mulher casada para cama, estaria se relacionando inconscientemente com o marido. (Existem mais explicações sobre o Don Juan, Leia mais aqui)

Alguns desses Don Juans constroem um perfil cristão e tem permanecido dentro das denominações, causando mais prejuízo ao Reino de Deus do que edificação, embora cheguem a participar de algumas atividades nas denominações locais, pensam que estão favorecendo ao Reino por seus serviços, mais na realidade, não estão. “O Escritor: Carlos Fuentes alega à autoria do Don Juan a frase: Porque nenhuma mulher me interessa se não tiver um amante, marido confesso ou um “DEUS”, ao qual pertença...” De acordo com essa frase quando ele cita também as mulheres que pertencem a Deus como alvo a ser conquistado”, elas se tornam mais difíceis, muitas mulheres cristãs têm princípios cristãos a seguir de acordo com as Escrituras, é notório que uma mulher cristã quer obedecer a quem ela pertence, ou seja, a “Deus”. Devido essas mulheres cristãs se guardarem, elas não praticam sexo, tem carência de fato! Toda mulher solteira terá, mais o objetivo delas não é ser supridas carnalmente, mas em constituir família, de acordo com princípios cristãos e a vontade Soberana de nosso Deus.

É aí, que entra o cristão nominal, o falso convertido, o Don Juan; em 16 de setembro de 2014, ao tomar conhecimento de alguns relatos, escrevi sobre “crente nominal, falsos convertidos, o Suicídio da Igreja” e nesse post eu relatava os perigos dos crentes nominais, que tem uma falsa conversão, enganam para permanecerem no pecado, e adultério, pornografia, transgredindo as Escrituras. Muitas servas do Altíssimo têm caído nas garras desses falsos crentes, professores de mentira e defraudadores. Sem dúvida somos incomodadas com essa situação alarmante dos crentes nominais os defraudadores emocionais.

Alguns têm como escora, uma justificativa, como surgiu atualmente também os ditos “Don Juan”, que relatam sua compulsão afetiva, como uma doença, porém, se a tem como doença, porque não buscar tratamento, ao invés de ficar prejudicando as pessoas com plena consciência de realidade? Esses tipos de parasitas emocionais se alimentam da carência afetiva feminina, ao construírem um perfil falso de Cristão, se infiltram dentro das denominações, buscando novos alvos, novas vítimas. Na realidade nunca foram convertidos.

Eles participam do ministério, visitam outras denominações, fazem orações públicas, relatam sobre milagres, dons, etc. Como Jesus disse: Mateus 7:22. Muitos dirão a mim naquele dia: ‘Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres? ’ 23 então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal. O sábio e o insensato.

É claro que o alvo desses “cristãos nominais”, é o público feminino e mais ainda, as mulheres cristãs em sua maioria, por elas pertencerem a um dono “Deus”, essa conquista ficará mais intensas, por tais mulheres se tornarem mais difíceis. A internet vem ajudando a esses defraudadores. Homens de responsabilidade não perdem tempo elogiando mulheres, prometendo algo que não tenha a intenção de cumprir, entre namoro, casamentos, etc. Demostrando uma falsa santidade, na vida real e virtualmente no whastApp ou facebook, marcando encontros reais e também alguns extraído do virtual, quando consegue seus “objetivos sexuais”, elas são descartadas. Eles, não respeitando o cristianismo, o qual dizem confessar, traem a si mesmo, violentando sua consciência. Que fique claro, eu creio que existam homens com responsabilidade, virtualmente! “Servos do Deus Altíssimo”. Tenho conhecido bons homens de Deus, pelo fruto os conhecemos.

Tudo o que se faz contra o Reino de “Cristo” terá uma consequência, não adianta dizer ser cristão se no dia a dia, continua oprimindo as irmãs, aprisionando sentimentos alheios, Defraudando aquelas que têm sonhos, Envergonhando o nome de Cristo, Deleitando-se na pornografia, Emprestando os lábios para enganar, aprovando o que Deus desaprova, enganando as servas de Cristo.

 Esse comportamento anti-social deveria não se aceito nas denominações locais, por estar causando um desfavor a igreja. Assim como prostituição, defraudações, criando vítimas traumatizadas por causa de um mau-caráter. Levando as pessoas a transgredir as Escrituras e desobedecer ao Deus Altíssimo e trazendo escândalos. Eles são como alguns dos Fariseus de João 8 Afirma crer em Jesus, porém não permanecem em sua Palavra.
Mulheres e meninas, antes de se envolverem, verifiquem se tal pessoa é um servo do Senhor ou nada mais que um crente nominal, é o que mais tem na internet ou no meio virtual, e alguns que não se converteram verdadeiramente. Lamentavelmente muitas mulheres vêm sendo enganadas por esses ditos que usam o nome de Cristo, as Escrituras, Deus, como meio de conquistar pessoas para se manter sexualmente, que se alimentam da carência das mulheres virtuais estendendo para o real.
Tais nunca foram cristãos

Que o Senhor livre sua igreja...

Blog: Teologia e Mulheres
Por: Cristiane Monteiro Lima
Informações psicológica conheça: Don Juan 
Poste: Baseado em relatos reais


Nota: Embora não venha ter cura segundo a psicologia, eu creio por alguns relatos que Deus pode liberta o vício compulsivo como assim ocorre com os viciados. O indivíduo tendo consciência do problema deverá busca tratamento.  Não se usa um problema inconsequentemente para prejudicar outras vidas e ainda mais, quando o próprio se diz cristão. Graça e paz!

  • Compartilhe:

FIQUE MAIS UM POUCO COMIGO! VEJA TAMBÉM!

0 comentários

Não deixe de comentar!
Sua opinião é muito importante para mim :D
Beijos...

Antes de sair, cadraste seu email! E receba nossas atualizações.

100% gratuito

atualizado

sem spam