Série As Dádivas da Cruz(CONTENTAMENTO)


CONTENTAMENTO - Aprendendo a se Agradar em Todas as Circunstâncias

A Cruz do Redentor foi o momento em que o céu e a terra se tocam, quando a graça bendita do Pai foi garantida aos seus escolhidos. Não foi um momento histórico isolado da vida daqueles que se entregam aos pés de Cristo. A Cruz esparge as dádivas do coração de Deus sobre todos. Umas destas dádivas é o contentamento.
Podemos definir contentamento em termos de agrado, satisfação, felicidade, deleite, bem-estar, regozijo, prazer, bom humor. A arte de ver o lado bom de todas as coisas, e se alegrar nisso, chamamos de contentamento. Não negamos que a vida nos reserva momentos ruins, difíceis e tristes. Muitas vezes o nosso coração é fortemente bombardeado com a desmotivação e desesperança. Terrível seria se estes momentos fossem o fim da linha. Mas, ainda não é! Deixe-me explicar.
A Cruz nos traz lições preciosas, uma delas, é que Deus é sempre bom, quer o nosso bem, e está no controle de toda a nossa vida. Todas as coisas acontecerão para o nosso bem, não importando as circunstâncias. Isto implica que tudo ao nosso redor tem um propósito especial de Deus para nós e para quem está ao nosso redor. Contentamento é a ação de perceber estes propósitos de Deus, descansar nos planos bondosos de Deus, viver pautado neles. Ter e manter o coração agradecido por tudo o que Deus tem nos proporcionado é uma dádiva da Cruz. 

A proposta do contentamento não é acomodação, letargia ou desânimo na vida. Queremos sempre crescer em tudo, buscar o melhor de Deus. Mas, dificilmente chegaremos no muito, se não agradecermos pelo pouco, ou, Deus não nos dará o muito, se não nos contentarmos com o mínimo. Contentar é ter prazer em tudo o que Deus faz e concede. É descobrir a experiência deliciosa de depender de Deus e louvá-lo em todas as circunstâncias. Mesmo na dor, na doença, na escassez, nos desencontros, nas portas fechadas, Deus continua sendo Deus. Contentar é esperar, reconhecer e agradecer pelo melhor de Deus, segundo a ótica dele, não nossa.

Contentamento nos impulsiona às qualidades espirituais imprescindíveis para viver bem, como paz, gratidão e solidariedade. Paz porque descansamos nos planos de Deus, sossegando o coração e nossa expectativas. Gratidão porque olhamos com amor para o Senhor, recebendo com alegria tudo o que vem de suas bondosas mãos. E, solidariedade porque Deus nos desafia a olhar com amor para as provações dos outros, e ter o coração aberto para compartilhar de suas experiências. Pare de fazer guerra consigo mesmo e com Deus! Encha o seu coração de satisfação, prazer, júbilo e bom humor. Este valores são urgentes em nossos dias. 
Lembre-se sempre, o Deus das Escrituras, o Senhor da vida,  está cuidando de você agora. Perceba isto. Aprenda a agradar seu coração em todas as circunstâncias. Deus é sempre bom. Que Ele continue te abençoando.

Na próxima semana vamos pensar em outra dádiva da Cruz, discernimento. Aprender a discernir o mundo segundo a ótica das Escrituras Sagradas é ter os olhos da fé bem abertos para a ação de Deus em nossa vida. A Cruz nos possibilita a, pela primeira vez, de fato, espiritualmente, enxergar realmente a nós mesmo, o mundo e a Deus. Espero você no próximo post.


Por: Pastor Marlon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar!
Sua opinião é muito importante :D
Beijos...

Post Top Ad

My Instagram

Antes de sair gostaria de assinar nosso feed?

100% gratuito

atualizado

sem spam