As Dádivas da Cruz- Família da Aliança

Família da Aliança – Experimentando a graça de Cristo em nosso Lar

(Final da série as Dádivas da Cruz.)
Família da Aliança – Experimentando a graça de Cristo em nosso Lar

A revelação especial maior de Deus se deu na cruz do Redentor. Foi ali, em meio à dor, sangue e condenação, que Cristo revelou seu coração altruísta, solidário e amoroso. Creio que este ato salvador da cruz nos atinge não só no céu, mas em nosso coração, em nosso dia-a-dia. Estas dádivas transmitem-nos valores espirituais, motivando-nos a pensar diferente, a começar de novo, a acreditar que tudo pode ser melhor na presença de Deus. Hoje, vamos pensar numas dádivas mais belas que temos nas Escrituras, viver em família.

Somos criados para viver na presença de Deus, numa aliança (pacto, vínculo) de amor. Somos seres sociais. Deus institui a família, e estipulou os valores ético-sociais pelos quais esta família viveria. A família que encontramos antes da queda dos nossos pais vivia em harmonia e comunhão com Deus, cumprindo seus mandatos em todos os âmbitos da vida. Esta família também experimentava esta comunhão entre si, e com toda a criação. Companheirismo, respeito, igualdade e afeto estavam presentes. Cada indivíduo cumpria seu papel na sociedade e no lar. A felicidade, paz e bênçãos eram resultados da aprovação de Deus.

Mas, o pecado entrou na humanidade, e com ele, o caos e a quebra desta comunhão. O desencontro, individualidade, rancor e orgulho instauraram no seio da família. A aliança foi quebrada. Como resultado, a aprovação de Deus foi tirada.

As dádivas da cruz revelam vida às nossas famílias. O Redentor renovou todas as coisas. A nova aliança é reinaugurada em Cristo. O pacto foi adaptado a uma nova realidade escatológica. Os princípios (valores) da aliança foram ratificados na cruz. A esperança foi devolvida. A partir da nova vida em Cristo, num laço de vida e comunhão (pacto), a família podem experimentar viver debaixo da graça, e saborear plenitude de vida. Deus é fiel!

De forma prática, podemos apontar alguns valores que dão forma e razão a esta “família da aliança”, aquela que vive debaixo da nova vida em Cristo, inserida no Reino de Deus, e aplicando a vontade revelada do Eterno em nossos relacionamentos e tarefas. O primeiro princípio basilar é a graça em viver em família. A cruz resgata o real valor da família. Este valor deve ser encontrado no coração dos cidadãos do reino de Deus, dos discípulos de Cristo, dos integrantes da nova aliança da redenção. Precisamos amar nossa família, onde Deus nos inseriu. Bater de frente com a família é destitui-la da grandeza com a qual o Eterno a constituiu. Valorize-a. Ame-a. Desfrute dela o quanto puder.

Para tanto, precisamos enxergar o outro não mais como inimigo ou ofensor. Seu pai, mãe, irmãos, filhos não seus oponentes. Veja-os como parte de si mesmo, membro da sua própria carne, e ambos, parte de Cristo. Mesmo que algum integrante não seja ainda convertido, não levante a bandeira da guerra ou discriminação. Pelo contrário, semeia a paz, a solidariedade, palavras mansas e doces, amizade, reconhecimento. Lembre-se, quando vivemos os princípios da Palavra de Deus, os valores éticos-sociais-espirituais, aplicando-os em todas as áreas da vida, começando pela família, a aprovação e bênçãos do Deus da aliança estão sobre nós certamente.

Ore pela sua família. Ore, ore, ore. Interceda por ela. Seja o canal sacerdotal de bênção sobre ela. Através das suas palavras, gestos e anseios, instile a paz sobre sua casa. Que o seu lar seja envolvido numa esfera de amor, a começar por você. Como família da aliança, você e seus familiares podem experimentar, pelas dádivas da cruz, a graça de Cristo no lar.

Bom, chegamos ao nosso último post da série As Dádivas da Cruz. Nesta série, defendemos que as promessas de vida, amor e acolhimento, possibilitados na cruz do Redentor, atinge toda a nossa vida, promovendo uma completa transformação ontológica, epistemológica e objetiva. A vida toda é inundada pela graça que emana da cruz. Em todas as facetas do nosso viver, somos atingidos pela vida. Somos, então, desafiados a ser agentes transformadores onde estamos, através da piedade e do testemunho. Esperamos que esta série tenha sido abençoadora em sua vida. Até a próxima série. E que o Deus da aliança nos abençoe!

Por: pastor Marlon


Um comentário:

  1. Perfeito pastor Marlon! Foi muito abençoada essa série. Que Deus continue lhe abençoando, vc e os seus.

    ResponderExcluir

Não deixe de comentar!
Sua opinião é muito importante para mim :D
Beijos...

Post Top Ad

My Instagram

Antes de sair gostaria de assinar nosso feed?

100% gratuito

atualizado

sem spam